Segunda Graduação ou Segunda Licenciatura? Depois de terminar o Ensino Médio, o próximo passo na carreira acadêmica é começar um curso de graduação em uma faculdade ou universidade. Ou até mesmo depois de já ter realizado uma graduação, por que não fazer uma segunda graduação ou licenciatura? O seu sucesso depende das suas escolhas! Após a formatura algumas pessoas se arrependem da profissão escolhida ou decidem mudar a direção de sua carreira.  O motivo pode ser variado, pode ser devido a pouca demanda de mercado ou baixa aptidão pela área ou afins.
No entanto, sempre é possível começar novamente. Uma nova área ou um novo fôlego pode mudar totalmente a sua carreira. Fazer uma segunda graduação pode ser uma saída estratégica.
Acompanhe este post e descubra a diferença entre segunda graduação e segunda licenciatura.

O mercado de trabalho

Uma boa capacitação e aperfeiçoamento técnico são exigências do mercado de trabalho.
Ter uma segunda licenciatura ou uma segunda graduação proporciona ao docente oportunidade de expandir seu currículo. Ele poderá atuar como professor ou gestor em instituições de ensino ou fazer algum curso de uma área próxima a de sua primeira graduação para complementar seus ensinos, por exemplo.
A escolha depende do foco do aluno e do profissional! Quem desejar seguir a carreira de professor, pode ser mais interessante optar por uma segunda licenciatura. Já aquele que pensa em expandir suas opções para outras matérias, complementares à sua primeira graduação ou não, pode optar por fazer uma segunda graduação.
Ambas as formas de estudo acadêmico irão abrir portas no mercado de trabalho. Atualmente, uma das características mais buscadas é a da capacidade de um profissional de se atualizar. Cada vez mais o mercado fica competitivo e, sendo assim, é preciso buscar formas de se destacar, não é mesmo? Realizar uma segunda graduação ou uma segunda licenciatura irá te auxiliar no reconhecimento e busca por conhecimento. 

Segunda Graduação ou Segunda Licenciatura?

A diferença entrei segunda graduação e segunda licenciatura é muito simples. Primeiro, vamos entender melhor o que é uma graduação e tudo ficará mais claro.
O termo “graduação” está diretamente relacionado com o ensino superior, ou seja, é o “ensino de graduação” que vem após o ensino médio — quando o aluno conclui o ciclo de educação básica. Portanto, podemos considerar que o termo pode ser entendido como um título universitário que um aluno, após concluir o ciclo de educação básica, pode iniciar os estudos para receber.
Ao estudar e ter uma formação superior completa, esse profissional poderá agora exercer sua profissão no mercado. Sendo assim, ele poderá ocupar uma vaga mais qualificada no mercado e, de certa forma, melhor remunerada também.
Aqui no Brasil quem são responsáveis por ofertar esse tipo de curso são as instituições de ensino, conhecidas também como “IES” — sigla de Instituições de Ensino Superior. Essas instituições podem ser Faculdades, Centro Universitários ou Universidades. Dito isso, podemos dizer que existem dois tipos de graduação: o bacharelado e a licenciatura.
Bacharelado – São cursos que conferem o diploma de bacharel ou títulos específicos de carreira ao aluno. Sendo assim, esses cursos habilitam o profissional a atuar na área que escolheu e dentro do bacharelado podem existir diversas habilitações. Por exemplo, o curso de Letras da Faculdade Federal de Minas Gerais (UFMG) existem a graduação em bacharelado com ênfase em tradução, edição, etc.
Licenciatura – Já os cursos de licenciatura são voltados para a formação de professores. Esses poderão atuar no ensino fundamental e médio em escolas públicas e privadas. Portanto, as disciplinas  são voltadas para a formação pedagógica, ou seja, aprende a ser professor.
segunda licenciatura

Escolha profissional

Apostar em uma segunda graduação pode ser a solução para muitos, especialmente para os que, por algum motivo, não se adaptaram com a sua primeira graduação. Além disso, o aluno pode, por algum motivo, ter desistido de seguir a carreira que havia escolhido quando realizou sua primeira graduação.
Sendo assim, optando por uma segunda graduação como uma nova escolha, o profissional terá mais chances de acertar. Essa nova graduação pode ser a melhor escolha quando o foco está virado para expandir as suas oportunidades de trabalho ou até mesmo mudar o seu foco profissional.
Já uma segunda licenciatura pode ser uma forma de expandir a sua atuação como professor. Além disso, o profissional também aprenderá e entenderá mais sobre as outras áreas do conhecimento e ensinamento básico.

Segunda formação acadêmica

Não existem regras para a escolha de um segundo curso. Porém, existe a experiência da primeira graduação e isso pode ajudar muito na sua escolha. A segunda formação acadêmica lhe dará a oportunidade de manter as duas profissões. Além disso você poderá também transitar entre as duas áreas do conhecimento.
Ter uma graduação traz ascensão no mercado de trabalho além de benefícios profissionais. Passou-se a época onde a graduação era um estudo que poucos tinham acesso, esse nível de instrução superior agora é pré-requisito para muitas vagas. Sendo assim, ter uma graduação é um pré-requisito para preencher vagas bem colocadas, imagine então ter duas graduações sendo a segunda complementar ou não. A sua expansão profissional é enorme quando se tem uma segunda formação acadêmica.

É necessário se especializar

O bacharel realiza o exercício da profissão, mas não está habilitado para dar aulas.  Sendo assim, é preciso que, para trabalhar em outras áreas, ele se especialize na área deseja. Ou seja, o profissional formado em direito somente poderá atuar como advogado ou juiz; o bacharel em matemática poderá atuar como profissional do mercado financeiro. Portanto, para que esse graduado atue em qualquer outra áreas, ele poderá continuar a sua formação realizando cursos de pós-graduação. Além desses cursos, também é possível que um bacharel realize uma complementação pedagógica, expandindo assim a sua atuação também para a licenciatura.
Quando o caso é um professor, esse pode se especializar também por meio de cursos de pós-graduação disponíveis para os setores da educação. Por exemplo, a busca por cursos de pós voltados para educação especial e inclusiva cresceu bastante nos últimos anos.

Estar atualizado é essencial

Como você viu e reforçamos bastante: estar atualizado é essencial para ter destaque no mercado de trabalho.
Ao ser um profissional atualizado sobre as novas tendências é importantíssimo para acompanhar as constantes mudanças no mercado. Ou seja, é dessa forma que você se mostra antenado nas mudanças e como um profissional com uma grande abertura para a adaptação.
Se você deseja aumentar ainda mais os seus rendimentos e expandir a sua atuação profissional você deve estar atento a isso! Por fim, para alcançar esse objetivo de atualização e enriquecimento do seu currículo é necessário investir em conhecimento.
Aproveite o momento, faça sua escolha e um ótimo investimento!
segunda licenciatura