A educação define os rumos da humanidade. Por ela passa a dignidade, a superação e a liberdade. Grandes sonhos são alcançados por meio da educação. Trata-se de um escudo contra a injustiça e a corrupção. Exatamente por isso, a sua condução e estrutura foram tão sabotadas aos longos dos anos.

Sem educação a população se torna vulnerável e facilmente manipulada. Além de professores bem remunerados e uma reforma na linha pedagógica vigente, uma educação de qualidade se faz com a participação de todos. A gestão democrática visa alcançar este fim. Acompanhe este post e descubra o que é gestão democrática e o seu papel na organização escolar.

O que é gestão democrática

Ao compreender o é que gestão democrática, você entenderá o seu papel neste processo. Trata-se da participação efetiva dos membros da comunidade escolar em todos os aspectos da organização. Essa participação vai desde a criação do planejamento, execução e avaliação dos processos. Questões administrativas, pedagógicas e orçamentárias são colocadas em pauta e votadas para que beneficie toda a comunidade escolar. Dentre as ações praticadas na gestão democrática podemos destacar:

    • Administração: garante o controle das normas do sistema educacional, fazendo cumprir portarias, instruções e prazos;
    • Controle pedagógico: garante a qualidade do ensino, o projeto pedagógico, a supervisão pedagógica e a capacitação docente;
  • Líder comunitário: preocupa-se com a participação comunitária e o envolvimento de pais, alunos e líderes de bairro.

Leis e regulamentação

A gestão democrática é prevista por lei. Exatamente por isso, você pode exigir que a escola da sua comunidade faça valer esse direito. A Constituição Federal de 1988 aponta a gestão democrática como um dos princípios para a educação brasileira, sendo regulamentada por leis complementares como a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB) e o Plano Nacional da Educação.

Descentralização das ações

O princípio básico da democracia é a descentralização das ações, desta forma toda a comunidade se envolve nas decisões administrativas e pedagógicas da escola. Quando não há uma gestão democrática pais, alunos e demais membros da comunidade escolar ficam sujeitos às ações e decisões de uma administração autoritária que nem sempre atua pelo bem de todos. Desta forma, pais de alunos, por exemplo, não comparecem na escola somente em dia de reuniões e eventos, mas participam do cotidiano da instituição.

Transparência nas decisões

Quando você não acompanha de perto todas as ações da escola, a possibilidade de haver abuso de autoridade e desvio orçamentário é muito maior. Do contrário, quando você conhece todos os processos, as prestações de conta e participa da tomada de decisão, as chances de desvio são bem menores.

Desafios da gestão democrática

Embora existam leis que dão base a gestão democrática, administrar uma escola sob este prisma ainda e um grande desafio. A Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional Brasileira dá apenas um rumo a seguir, mas não esclarece como esses princípios devem acontecer na prática. Ou seja, mostrar a escola como tirar essas ideias do papel para torná-las palpáveis no cotidiano escolar. Conforme citado neste texto, um dos motivos para que isso ocorra e o desconhecimento por parte de diretores, professores, alunos e demais atores do processo sobre significado político da autonomia.

Uma pesquisa realizada pela Universidade Vale do Acaraú no Macapá, com dirigentes de escolas públicas apontou as principais dificuldades no processo de implementação da gestão democrática na escola.  34,4% dos gestores afirmaram que o maior problema é a falta de compromisso político. Já 27.5% afirmaram que o maior problema é a falta de apoio da comunidade escolar. 14% dos gestores acreditam que o problema está na falta de mobilização da comunidade interna e externa à escola.

Aperfeiçoamento e especialização

Definir o que é gestão democrática e aplicar essa teoria na escola fica bem mais fácil quando o gestor tem uma formação voltada para essa realidade. Exatamente por isso, faculdades, em todo o Brasil, estão desenvolvendo cursos de pós-graduação em gestão, tendo a democracia como base.

Quando um administrador possui uma mentalidade voltada para o desenvolvimento de uma educação de qualidade, ele fatalmente irá optar pela gestão democrática, se capacitando para ser muito mais que um gestor e sim um facilitador e incentivador da educação em todos os âmbitos.

Formação em gestão democrática no Cotemar

Ciente do importante papel da gestão democrática no desenvolvimento da educação, o Cotemar desenvolveu cursos de pós-graduação em gestão escolar que tem em sua estrutura a base necessária para capacitar os gestores a atuarem de forma democrática, sendo capazes de envolver toda a comunidade escolar nesta política de gestão. Trata-se de especializações de alta qualidade, alinhadas à realidade das escolas brasileiras sejam no contexto público ou privado. Dentre esses cursos podemos destacar:

  • Gestão e Administração Escolar;
  • Gestão e Docência da Educação Básica;
  • Gestão e Organização Escolar;
  • Gestão Escolar em administração, Supervisão, Orientação e Inspeção;
  • Gestão Escolar e Coordenação Pedagógica.

Deseja ter uma formação moderna e alinhada aos principais processos educacionais democráticos do país? Então faça agora mesmo a sua inscrição. O Cotemar é o seu lugar!