A preocupação com meio ambiente e sustentabilidade é algo essencial em um mundo altamente industrializado e totalmente competitivo. A demanda por alimentos e maiores produções cresce a todo momento.
O lucro econômico é um dos focos da produção agrícola e fazer isso de forma consciente é algo necessário. Hoje com os avanços tecnológicos é possível produzir muito sem degredar o meio ambiente. O mercado verde cresce cada vez mais e se especializar em meio ambiente e sustentabilidade é uma carreira promissora. Continue lendo e entenda como esse é um mercado é promissor.

Meio Ambiente e sustentabilidade

A sustentabilidade é basicamente a capacidade que o ser humano possui de usufruir dos recursos naturais presentes no planeta sem comprometê-los para as gerações futuras.
Quando falamos de recursos naturais estamos falando de meio ambiente e devemos nos lembrar que tudo que utilizamos no dia a dia depende direta ou indiretamente dele. Logo, podemos dizer que sustentabilidade e meio ambiente sempre andam de mãos dadas.

O presente e o futuro climático

Há algum tempo, a sustentabilidade e o meio ambiente têm sido um dos principais enfoques na agricultura. Mas, se olharmos para o presente e o futuro climático do planeta, encontramos  evidências de que é preciso ter cuidado com nossas ações. Um dos nossos grandes exemplos de impacto ambiental atualmente é o aquecimento global.
E segundo a um dado alarmante  publicado pela ONU, a poluição da natureza é responsável por quase um quarto de todas as mortes de seres humanos no planeta, um numero que chega a 12,6 milhões.
Muitas práticas como a monocultura de soja, revolvimento do solo e uso excessivo de pesticidas tem se tornado comum no Brasil. Mas, profissionais ambientalistas têm buscado incessantemente por soluções que possam aliar os pilares da sustentabilidade: boa produtividade agrícola e o lucro para o produtor ao mesmo tempo.

Problemas podem ser controlados

Muitos problemas que são enfrentados na agricultura podem ser controlados através de práticas sustentáveis. Já que existem sistemas integrados de produção e consórcios eficientes no aumento da produtividade e lucratividade, bem como na preservação da sustentabilidade e meio ambiente.
No entanto são poucas as áreas que fazem o uso das técnicas e muitas das que utilizam não as fazem apropriadamente

Falta de mão de obra especializada

Por motivos óbvios de sobrevivência e inovação, especializar em meio ambiente e sustentabilidade são carreiras do presente que têm um grande futuro.  Pois, o mercado carece de profissionais especializados na área, porque há falta mão de obra qualificada.
Atualmente, as empresas têm reconhecido a importância da gestão ambiental em seus negócios. Pois essas entendem que podem prevenir, reduzir e até resolver consequências relacionadas aos impactos negativos nas produções.

Motivos para se qualificar

Outro motivo para se qualificar é que profissionais proativos têm capacidade para lidar com assuntos mais amplos. Por exemplo, a sustentabilidade pode ser um diferencial para o negócio.
O consumidor está à procura de empresas que cuidam do meio ambiente. A área ambiental está em constante mudança e, o profissional que trabalha na área precisa estar sempre em evolução.
Portanto, há cada vez mais, a necessidade de um profissional que atue na realização e desenvolvimento de projetos ambientais. Para que seja estabelecido elos para comunicação com diversas áreas do Poder Público.  Para conduzir negociações ligadas à escolha de tratamentos mais adequados ao meio ambiente dentro das organizações.

Ganhos

Os ganhos variam de acordo com o estado de atuação do profissional. Atividades como consultoria a remuneração geram uma renda média de R$ 150 a R$ 200/hora.
Auditorias geram em torno de R$ 1.500 à R$ 2.000,00.  Quanto a perícias o valor varia de acordo com o serviço prestado.

meio ambiente e sustentabilidade