Muitos estudantes têm dificuldades em lidar com o  ensino praticado no sistema educacional tradicional. Estes estudantes não necessariamente têm problemas cognitivos, que os classifique como alunos com necessidades especiais, contudo, sua percepção é diferenciada. Estes alunos necessitam de uma abordagem específica, por parte das instituições de ensino, capaz de melhorar o desempenho educacional.

Aí é que entra psicopedagogia trazendo atividades de intervenção psicopedagógicas com uma abordagem que visa restaurar e desenvolver as capacidades de adaptação do estudante. Acompanhe este post e entenda os benefícios da implementação de atividades de intervenção psicopedagógicas nas escolas.

Intervenções psicopedagógicas

A psicopedagogia acima de tudo é um modelo sistêmico que tem como alvo estudantes com dificuldades de adaptação psicossocial.

Para ajudar um estudante com dificuldades de adaptação, às atividades de intervenção psicopedagógica são orientadas para trabalhar as capacidades cognitivas, emocionais, sociais e morais dos alunos, promovendo a interação entre os estudantes. Além disso, essas atividades fazem com que os estudantes se ajudem mutuamente gerando desenvolvimento socioeducacional. A assistência prestada irá utilizar o ambiente para promover este desenvolvimento e conseguir uma melhor adaptação.

Atividades psicopedagógicas

Os profissionais da educação conseguem avaliar características pessoais e sociais dos alunos aplicando as seguintes atividades psicopedagógicas:

  • Desenvolvimento de programas de intervenção para trabalhar em habilidades básicas de aprendizagem;
  • Orientação escolar: apoio e aconselhamento para equipes de ensino, estudantes e familiares;
  • Orientação acadêmica e vocacional para estudantes universitários;
  • Projeto e rastreamento do plano de ação, para registrar os avanços no desenvolvimento estudantil.

Metodologias aplicadas

A metodologia baseia-se numa perspectiva global sobre o desenvolvimento infantil, avaliando todos os aspectos e dimensões que influenciam o seu treinamento: maturidade, aspectos funcionais, instrumentais, emocionais, familiares e sociais.

Os profissionais estabelecem um contato permanente com a equipe de ensino para estabelecer um rastreamento detalhado do progresso pessoal e estudantil dos alunos.

Deve-se contemplar a possibilidade de aulas de suporte para necessidades especiais ou capacidades específicas, tanto para alunos com problemas de adaptação quanto para estudantes de destaque.

Existe uma ampla variedade de intervenção psicopedagógica realizadas por profissionais da educação, sendo que algumas se concentraram na recepção inicial dos alunos para melhorar a compreensão de suas demandas.

É muito importante que se construa um entendimento conjunto entre alunos e professores sobre suas dificuldades, pois muitas vezes o estudante não percebeu isso, sobre si mesmo.

Conforme a instituição, isto é, seja de ensino fundamental, médio, ou até mesmo de nível superior, as atividades psicopedagógicas precisam ser adaptadas, considerando-se a faixa etária dos alunos. Quando criança, o estudante é encaminhado por membros da família, já os estudantes universitários são convidados a participar das sessões, mesmo que não tenham em mente quais são as suas dificuldades e nem sempre estão dispostos a participar ativamente do processo.

Lúdico na psicopedagogia

O lúdico tem um importante papel no processo de ensino e aprendizado de crianças e adolescentes em todo o mundo. Através dos jogos, brinquedos e brincadeiras a criança desenvolve a sua criatividade e os seus conhecimentos.

Além disso, essas atividades tem o poder de ampliar o processo de socialização do aluno, uma vez que podem ser realizados em grupo. A ideia central é aprender com prazer e diversão para desenvolver a coordenação, a atenção, a imaginação e a memória.

Pós-graduação em psicopedagogia

Para que um professor realize com eficiência todas essas intervenções educacionais no ambiente escolar, torna-se necessário ampliar o conhecimento do professor acerca das intervenções psicopedagógicas. A pós-graduação em psicopedagogia do Cotemar tem por objetivo compreender e intervir na aprendizagem, buscando a formação do profissional que domine os conhecimentos relacionados aos fenômenos “ensino” e “aprendizagem”, e tenha, sobretudo, a sensibilidade para captar e considerar as relações que os sujeitos estabelecem com o seu meio de interação.

O curso busca, também, subsidiar a prática de intervenção psicopedagógica, no processo de aprendizagem e suas dificuldades junto à criança, ao adolescente, ao jovem, ao adulto e ao idoso, em vários contextos: do atendimento clínico, da escola, da empresa e da saúde. Inova-se na metodologia de educação a distância, possibilitando, por meio de atividades variadas e interessantes, a interação constante entre os alunos e os professores, a articulação teoria e prática.

Psicopedagogia a distância

Muitos professores tem o desejo de ampliar seus conhecimentos através de uma pós-graduação de qualidade, no entanto, o excesso de aulas e as provas a serem corrigidas em casa impedem que possam se dedicar a um estudo presencial. No Cotemar você pode fazer a sua pós-graduação em psicopedagogia a distância, ampliar os seus conhecimentos para participar de concursos públicos e realizar um ensino diferenciado em sua instituição de ensino.

A educação a distância possibilita a flexibilização dos currículos bem como a inovação no processo de ensino-aprendizagem através do uso da tecnologia. O aluno terá acesso a cursos 100% online com atividades assíncronas e síncronas. Todo material é disponibilizado através de caderno eletrônico e PDF no intuito de permitir a construção do conhecimento em cada aluno.