Qual a melhor pós-graduação para você?

Todo mundo sabe que não dá para parar de estudar. Mas quando terminamos a graduação surge a dúvida: qual curso é mais adequado para mim? Por este motivo, reproduzimos aqui parte de um texto publicado no UOL para você acertar em cheio na sua escolha. 

Hoje o país dispõe de cinco modalidades de curso de pós-graduação: especialização, MBA, mestrado, mestrado profissional e doutorado.  Vamos ver qual combina mais com você?

Especialização

melhor pós-graduaçãoSão cursos voltados para o aperfeiçoamento e a atualização do profissional, procurados por quem busca se aprofundar em uma área para melhorar a formação. Ao final do curso é exigido um trabalho de conclusão

Para os que pretendem mudar de atividade e se readequar profissionalmente, a especialização dará subsídios para a guinada no percurso profissional.

“Uma pessoa que se formou em jornalismo pode querer trabalhar com recursos humanos, assim como um engenheiro pode resolver trabalhar com finanças”, relata o pró-reitor da FGV (Fundação Getulio Vargas) Antônio Freitas.

MBA

mbaJá o MBA é recomendado para um público mais “sênior”, que já está no mercado de trabalho há pelo menos três anos. “São profissionais adiantados na carreira e que acessaram cargos importantes. Geralmente já se formaram há algum tempo”, explica Pinho.

Esses estudantes buscam se aperfeiçoar em um ambiente de sala de aula mais maduro. A socialização no curso é um grande diferencial para construção de uma rede de relacionamento com pessoas que estão no mesmo patamar ou e um nível mais avançado no mercado de trabalho.

As abordagens no MBA são sobre práticas usadas no mundo corporativo, geralmente assuntos que interessam executivos e profissionais com cargos de coordenação ou direção.

Mestrado Acadêmico

mestrado acadêmicoOs cursos stricto sensu, como o mestrado profissional ou acadêmico e o doutorado, são indicados para quem deseja profundidade de pesquisa.

De acordo com o Pinho, os programas demandam tempo de dedicação muito maior. “A dissertação, principalmente, demanda tempo. Exige organização e obstinação, mas esse profissional vai sair dali em um patamar bem diferente”, afirma o coordenador do Ibmec.

Segundo o pró-reitor Freitas, apesar de grande parte dos formados em pós stricto sensu seguirem carreira como professores, há espaço para que o titulado fique em ambiente corporativo. A inserção de empresas estrangeiras no país está criando a cultura de mestres e doutores no quadro de funcionários, assim como ocorre fora do Brasil.

Mestrado profissional

O curso também voltado para o ensino e a pesquisa, porém com um viés menos teórico. O mestrando desenvolve um projeto com foco no mercado de trabalho. Ao final do curso é exigida uma dissertação com apresentação em banca para alcançar titulação de mestre. 

O alerta para os alunos que escolhem esse caminho é o tempo de formação que pode chegar a 24 meses, muito acima do tempo geralmente gasto com pós lato sensu.

Doutorado

doutoradoAlém dos mestrados, o doutorado é outra modalidade de cursos “stricto sensu”. Sendo assim, os normativos são semelhantes. Dura em torno de 4 anos, ao final dos quais o doutorando deve defender uma tese inovadora na sua área.

–> Conheça os cursos de pós-graduação lato sensu do Instituto Cotemar.

Saiba mais nestas matérias do Uol e do portal IG.